Wagner Petrini lamenta os seis meses da paralisação do setor de eventos

Vereador socialista utilizou o grande expediente para manifestar sua preocupação com o setor.

Uma bandeja de garçom, um fone de ouvido para DJ’s e uma bola de futebol foram utilizados pelo vereador Wagner Petrini/PSB, como forma de protesto aos seis meses de paralisação do setor de eventos, em Caxias do Sul. Ele ocupou o grande expediente, na sessão desta quinta-feira (17/09).

O parlamentar voltou a solicitar a reabertura gradual de casas noturnas e empresas de eventos, além do retorno do futebol de campo, com respeito as medidas de prevenção ao novo coronavírus. Reforçou que com a interrupção total das atividades e o aumento dos impostos sobre os insumos, as dificuldades financeiras da categoria vêm se agravando cada vez mais, ocasionando o fechamento de empreendimentos. Na sua ótica, o setor está esquecido pelo governador Eduardo Leite/PSDB.

No painel eletrônico do Plenário, o vereador mostrou fotos que simulavam uma casa de eventos respeitando as medidas de distanciamento social. Ele observou que restaurantes e aglomerações em locais públicos reúnem mais pessoas do que as empresas de entretenimento se propõem a receber. Pontuou que com a desaceleração da pandemia de Covid-19, deve se acelerar o retorno dessas atividades.

Em aparte, o vereador Adiló Didomenico/PSDB defendeu a reabertura gradual do setor e ponderou que a falta de previsão de retorno deixará fortes consequências na economia local. Arlindo Bandeira/PP se manifestou no mesmo sentido.

Fonte: Câmara Caxias do Sul

Sem título1