De autoria de Meneguzzi, Executivo terá que responder a informações sobre InSaúde.

Vereador do PSB questiona sobre possíveis negligências e descumprimento de normas de prevenção ao coronavírus

O Instituto Nacional de Pesquisa e Gestão (InSaúde) foi alvo de pedido de informações do vereador Alberto Meneguzzi/PSB, aprovado na sessão ordinária desta terça-feira (06/10). A terceirizada é a administradora da Unidade Pronto Atendimento (UPA) Central. O Executivo tem 30 dias para enviar as respostas ao Legislativo.

De acordo com o requerimento 43/2020, os questionamentos se baseiam em denúncias de negligência e descumprimento das normas de prevenção à Covid-19. Questiona-se se houve sindicância para responsabilizar os funcionários que foram demitidos no caso das confraternizações internas durante a pandemia, qual o atual quadro de funcionários e se o InSaúde possui um canal de comunicação com os servidores.

O parlamentar também quer saber se a Secretaria Municipal da Saúde tem fiscalizado o cumprimento das normas estipuladas no contrato com o município e quantas prestações de contas foram feitas pelo instituto, entre outras questões.

DELIBERAÇÃO SOBRE O REQUERIMENTO 43/2020

Vereador – Partido – Voto

ADILÓ DIDOMENICO PSDB Sim

ALBERTO MENEGUZZI PSB Sim

ALCEU THOMÉ PTB Sim

ARLINDO BANDEIRA PP Sim

CHICO GUERRA REPUB Sim

CLAIR DE LIMA GIRARDI PSD Sim

CLOVIS DE OLIVEIRA PTB Sim

DENISE PESSÔA PT Sim

EDI CARLOS PEREIRA PSB Sim

EDSON DA ROSA PP Sim

ELISANDRO FIUZA REPUB Sim

FELIPE GREMELMAIER MDB Sim

GLADIS FRIZZO MDB Sim

GUSTAVO TOIGO PDT Sim

PAULA IORIS PSDB Sim

PAULO PÉRICO MDB Sim

RAFAEL BUENO PDT Sim

RENATO OLIVEIRA PCdoB Sim

RICARDO DANELUZ PDT Presente

RODRIGO BELTRÃO PSB Sim

TATIANE FRIZZO PSDB Sim

VELOCINO UEZ PTB Sim

WAGNER PETRINI PSB Sim

Fonte: Câmara Caxias do Sul

nova